Posts com Tag ‘druidas’

A Teoria de Gaia

Em meados de 1969 a exploração espacial era o assunto do momento, a chegada do homem a lua ( sim, existem controvérsias ), uma sensação do fantástico que era fortemente alimentada pelos filmes de ficção-ciêntifica e literatura da época, quem não se lembra das famosas séries de TV  ” Jornada nas Estrelas ” ou nunca leu sequer uma página do empolgante ” Perry Rhodan ” e suas peripécias pelo cosmos.

Em meio a esse contexto, a NASA convocou o pesquisador e ambientalista  britânico James E. Lovelock para investigar possíveis sinais de vida nos planetas Marte e Vênus.

Lovelock , formado em química e matemática, criou vários instrumentos ciêntificos usados pela NASA para medição e análise dos planetas, estudando sua estrutura atmosférica e composição.

Após os resultados de sua pesquisa, Lovelock afirmou que não existia vida em nenhum dos corpos celestes analizados, porém, ao voltar sua atenção para o pequeno planeta azul, o qual conhecemos por planeta Terra ele concluiu que , além de ser o habitat de uma infinidade de formas de vida, o próprio planeta se comportava como um gigantesco organismo vivo.

Ele percebeu que o planeta se auto-regulava para poder  abrigar e manter vivos todas as formas de vida que ele suportava, controlava sua temperatura e emissão de gases na atmosféra de forma inteligente e auto-sustentável.

Em 1972 ele chocou a comunidade ciêntifica e ambientalista ao apresentar ao mundo a Teoria de Gaia, nome dado em homenagem a deusa grega da Terra, também conhecida como ” Mãe-Terra “, onde ele afirma a Terra ser um gigantesco organismo vivo, que possui ciclos de desenvolvimento e que funcionaria como um relógio vivo, criando e controlando toda a vida conhecida.

Obviamente que ele foi motivo de piada e desconfiança por boa parte da comunidade ciêntifica, que o acusou de falta de provas e dados que comprovassem sua teoria, o que só foi possível alguns anos mais tarde no decorrer da década de 70 , quando os primeiros satélites foram lançados ao espaço , que reforçaram o princípio da teoria de Lovelock , de que a Terra era capaz de controlar sua temperatura, atmosfera e salinidade, entre outras características. Apesar disso a teoria de Lovelock não é muito bem aceita dentro da comunidade ciêntifica até os dias de hoje, onde é considerada uma  teoria “Hippie ” e da ” Nova Era”.

Antigas civilizações acreditavam que todo o universo é um ser vivo, que está crescendo , o que é interessante pois hoje em dia a própria comunidade ciêntifica já admite que o universo está se expandindo e estudos astronômicos já identificaram que a gálaxia está se movendo em direção a uma massa muito maior do que ela, a qual ainda não foi identificada.

Tais civilizações acreditavam que a Terra , sendo parte desse corpo vivo, deveria ser tratada como um ” ser sagrado “, imagine como deveria ser a vida dessas pessoas, tendo consciência da Terra como um ser vivo, e de como seria viver em comunhão com todas as riquezas naturais e abundântes que dela fluiam, no mínimo deveria ser muito interessante e proveitoso sem dúvida.

Os Celtas tanto acreditavam nisso que levavam suas vidas em função disso, onde os Druidas eram os guardiões de todo conhecimento de sua cultura, que curiosamente não deixava registros escritos, tais ensinamentos eram passados de forma verbal.

Provavelmente os Celtas antigos foram um dos primeiros povos a se utilizar das conhecidas ” Linhas de Ley ” ou linhas Telúricas, que se acreditavam serem as ” veias ” da Terra. Em sua cultura não era costume cortar nenhuma planta com lâminas afiadas, o que era tido como uma extrema ofensa á Mãe-Terra.

Os antigos chineses também lidavam com a Terra como um ser vivo e consciênte, ensinamentos como o Feng Shui são prova de que os chineses tinham um grande conhecimento do planeta seus ” pontos vitáis ” e  de como aproveitar tais pontos para melhorar suas colheitas e locais de construção de seus templos e moradias.

Da mesma forma que os antigos egípcios também dominavam e aceitavam esse conceito , embora existam evidências de que usaram essas características de forma abusiva e não totalmente controlada.

O filme de animação ” Avatar ” de 2009, explora muito bem esse conceito, onde humanos vão até um distante planeta para extrair seus recursos naturais não respeitando o eco-sistema local e a sua estreita relação com todos os seres  vivos e o próprio planeta , que aparentemente se encontram todos co-ligados como um só organismo vivo e consciênte.