Posts com Tag ‘japão’

Cerca de 320 mil pessoas poderão morrer na ocorrência de um poderoso terremoto com o epicentro localizado em Nankai fora das partes central e oeste do país, disse o governo nesta quarta-feira.

Os números são bem maiores em relação aos 19 mil mortos ou desaparecidos no desastre de 11 de março de 2011. Eles também ultrapassam a estimativa anterior feita pelo governo em 2003 de 24.700 mortes.

A mais recente estimativa foi feita sobre um pressuposto de que um terremoto de magnitude 9 atinja o país no meio da noite no inverno e que um massivo tsunami ocorra posteriormente ao longo da costa do Pacífico a partir da Baía de Suruga até a Península Kii, disse o Escritório do Gabinete.

Das 323 mil vítimas potenciais em 30 das 47 províncias do Japão, o Escritório do Gabinete prevê que cerca de 70 por cento serão mortas pelo tsunami. Na ocorrência de tal desastre natural, cerca de 623 mil pessoas pelo país poderão sofrer ferimentos.

O Escritório do Gabinete, no entanto, disse que a probabilidade de tal terremoto ocorrer é “extremamente baixa.” O aumento no número de vítimas na estimativa de 2003 é atribuído principalmente à decisão do governo de dobrar o tamanho da área local e aumentar  a magnitude de um possível terremoto na sequência do desastre sem precedentes de 2011.

Além disso, com a intenção de se preparar para o cenário aterrorizante, o Escritório criará novas medidas contra as calamidades naturais até o final do mês de março, enquanto que o governo considerará a formulação de leis especiais para cooperar com o setor privado.

De acordo com o Escritório do Gabinete, a previsão é de que dentre as 47 províncias, a região de Shizuoka seja a mais afetada, com uma possibilidade de 109 mil mortes.

Dentre as cidades da costa do Pacífico que poderão enfrentar um tsunami após o terremoto está a cidade de Kuroshio, na província de Kochi, a qual poderá presenciar ondas de até 19 metros de altura.

Ao fazer tais previsões, o Escritório do Gabinete assumiu que somente 20 por cento da população conseguirá fazer a evacuação imediatamente após o terremoto.

Se todas as pessoas conseguirem escapar dentro de 20 minutos após o terremoto, o número de vítimas do tsunami poderá ser reduzido pela metade, disse o Escritório.

Especialistas disseram que o número de vítimas poderia ser reduzido substancialmente se houvesse planos de evacuação adequados e outras medidas necessárias.

Caso um grande terremoto atinja o país às 6 da tarde no inverno, quando muitos aquecedores à gás estarão sendo utilizados, e se massivas ondas de tsunami ocorrerem fora das regiões Shikoku e Kyushu, um total de 2.38 milhões de prédios provavelmente serão completamente destruídos ou incendiados, disse o Escritório do Gabinete.

Fonte: The Mainichi

Dezenas de milhares de pessoas protestaram contra o uso de energia nuclear em frente do parlamento do Japão  no último domingo ( 29 ) , no mesmo dia um defensor da utilização de energias renováveis ​​para substituir o uso dessa energia após o desastre nuclear de Fukushima foi derrotado em uma eleição local.

Os manifestantes, incluindo vários aposentados e pessoas de idade avançada, se espremeram contra uma parede de aço  ao redor do edifício do parlamento, gritando: “Nós não precisamos de energia nuclear” e outros slogans.


Na avenida principal que leva até a assembléia, a multidão rompeu as barreiras , forçando a polícia a trazer reforços e carros blindados para reforçar o portão principal do parlamento.

A reportagem completa e com mais detalhes pode ser vista no site da Reuters acessando o link abaixo :

http://www.reuters.com/article/2012/07/29/japan-nuclear-demo-idUSL6E8IT2D320120729