Posts com Tag ‘Saúde’

Como vocês devem ter notado, estive ausente do blog esses últimos meses…estou mergulhando em algumas pesquisas e estudos e brevemente estarei de volta com muito material para o blog, muita coisa interessante.

Estou postando esse ótimo livro de Wilhelm Reich apenas para dar o “ar da graça” e matar a saudade das postagens no blog, é uma ótima leitura, aproveitem e até mais!

 

A Biopatia do câncerO que é o câncer? Tradicionalmente, a ciência médica o classificou como um tumor intrusivo que surgia espontaneamente em um organismo, de resto, saudável. Em contraste com essa definição, Wilhelm Reich define o câncer não como um tumor – simples manifestação tardia da doença, mas como uma doença sistêmica causada pela frustração do funcionamento sexual natural.

 

 

 

 

Download

Frutas são "símbolos"? No mundo moderno, apesar de toda tecnologia ao nosso dispor, a ciência convencional, ainda não consegue explicar certos “fenômenos” com relação ao corpo humano, certas doenças que o atingem e suas relativas curas.

Estaria a ciência procurando por essas respostas nos locais errados?

Ou provavelmente a ciência já tem essas respostas e se recusa a aceitá-las  por serem obvias demais?

Pior ainda, eles tem pleno conhecimento dessas respostas, as aceitam perfeitamente, mas não querem as compartilhar por algum motivo “misterioso”, será?

Conhecendo um pouco da natureza humana, eu fico com essa última hipótese…porém, como não acredito em “mistérios” vamos investigar isso mais a fundo, nada melhor que olhar nosso “passado” para obter algumas dicas valiosas para nosso aprendizado, afinal, como já sabemos, o “conhecimento antigo” sempre nos traz coisas novas.

“Era uma vez…”

Paracelso

Paracelso

Quando o Brasil ainda mal tinha sido “descoberto”, existiu um grande Cientista, ou melhor, um Alquimista, ou melhor, um Filósofo e Médico, chamado Paracelso, ele tinha o estranho hábito de “receitar” legumes, frutas e até mesmo flores para seus pacientes, como forma de curar os males do corpo e doenças diversas, ele acreditava que a cura para determinada doença estaria em seu correspondente comparativo na natureza, o que se confirmou ser verdadeiro, o que a própria ciência convencional conhece, porém, não aplica.

Paracelso é então, considerado como o pai da “Doutrina de Assinaturas”, onde ele entendeu que o corpo humano é formado por “símbolos” e que esses mesmos símbolos estão por toda a natureza, um grande exemplo disso é a incrível semelhança entre a noz Juglans regia, e sua inacreditável semelhança com um cérebro humano, ela possui, assim como um cérebro, dois hemisférios, um neocórtex, cerebelo inferiores e superiores, e mais inacreditável ainda, a ciência convencional já sabe (ou sempre soube…) que ela auxilia grandemente no desenvolvimento das funções cerebrais humanas. Vale lembrar que Paracelso é considerado também o “pai” da química moderna.

As semelhanças entre os símbolos do corpo humano e outros corpos orgânicos da natureza não param por ai, existe uma infinidade de grãos, legumes, frutas e vegetais que tem a mesma semelhança com todos os órgãos humanos, externos e internos.

Corte uma cenoura em rodelas e você verá exatamente a mesma estrutura de um olho humano visto de frente, alguém provavelmente já lhe disse que cenoura”faz bem para os olhos”, não é mesmo?, ou como um gengibre se parece exatamente como uma visão isolada de um estômago.

Essas e outras “coincidências” estão em todos os aspectos da natureza e sua ligação com o ser humano, podemos ver facilmente como viver não é tão complicado assim, nós é que complicamos, ou pior do que isso, deixamos que “outros” compliquem as coisas para nós, existe bem a nossa frente um “código universal” que longe de ser “divino” ou mágico, é extremamente lógico e racional, a simples observação do Macrocosmo e do Microcosmo nos dará todos os meios de vivermos da forma que feitos para viver, verdadeiramente livres e apenas obedientes a algumas regras bem simples e de fácil entendimento, as regras do universo, que de tão simples e obvias, não observamos com a devida atenção.

Noz

A indústria farmacêutica sabe muito bem disso, a ciência convencional também, e o mais importante, as antigas civilizações também o sabiam, então porque esse conhecimento não é divulgado? quem está por trás disso? qual o interesse em se criar compostos sintéticos para nossos corpos senão o lucro ganancioso e o objetivo sórdido de acobertar “Segredos Antigos” que certamente nos levaria a questionamentos mais profundos e impertinentes?

Talvez o dinheiro e o poder material não sejam as únicas respostas para tais perguntas, a “Toca do Coelho” como sempre, continua cada vez mais profunda…

  O termo ornonite é o nome dado para definir dispositivos que contém materiais metálicos e orgânicos e foi primeiramente  usado por Karl Welz , que aprofundou-se nas teorias de Wilhelm Reich e sua máquina de orgône.

Orgone foi o nome dado pelo Dr. Reich e pode ser considerado com o “Chi ” dos chineses ou o “Prana” dos hindus, é tido como a energia universal que se encontra em todos os lugares, sejam orgânicos ou não.

Segundo estudos do Dr. Reich que tentou durante toda a sua vida encontrar um meio de cura para o cancêr, se descobriu que os sintômas da doença não tinham origem própriamente fisíca e estava mais relacionada com desequilíbrios psíquicos.

Ele então começou uma série de experiências com todo tipo de substâncias, tanto orgânicas como minerais, ele descobriu que alguns micro-organismos continuaram vivos mesmo em ambientes de matéria não-viva e que mesmo em um ambiênte inóspito continuaram a se desenvolver, a esses micro-organismos Reich deu-lhes o nome de ” bions “.

O Dr.Reich descobriu que submeter os bions à esterilização e a temperaturas onde nenhuma outra criatura poderia sobreviver não os matava. Estes bions produziam uma intensa luz azul e congregavam enventualmente em grupos que – inacreditavelmente – mais tarde se transformariam em protozoários como a ameba ou o paramécio.

Ele também descobriu que podia obter enormes quantidades de vesículas bions se primeiro aquecesse a matéria orgânica (por exemplo sangue) ou inorgânica (por exemplo areia do mar) com temperaturas muito altas e depois as imergisse num medium líquido especial. Este procedimento possibilitou a “libertação” de grandes quantidades de bions a partir dessas substâncias, que estavam agora disponíveis para formar novos organismos vivos.
Através da observação persistente Reich apercebeu-se que era a energia Orgone que dava aquela luminosidade azul e permitia a biogénese dos bions.

Ele descobriu que a energia orgone permeia não só tudo aquilo que vive, mas que também se encontrava em substâncias não-vivas (como areia, carvão, terra) e está presente em toda a parte na atmosfera, sendo o Sol o maior “produtor” de energia orgone.

Reich então descobriu que o cancêr seria a ” fome ” dessa energia essêncial ao ser humano, que quando faltava de forma prolongada no organismo afetava os estados psíquicos e físicos trazendo a tona a doença.

O que é o Orgone?

 O Orgone está em todo o lado.

 Está na atmosfera, nos rios e no mar, na terra, nas plantas, animais e também nas pessoas.

 Um estado saudável de orgone (Orgone Positivo) pode ser encontrado por exemplo num grupo de pessoas que se divertem, numa       floresta, no topo de uma montanha ou nas brincadeiras de golfinhos.
O Orgone Positivo é expansivo, feliz, ensolarado, húmido e quente. É o mesmo que o Amor Incondicional, aquele amor que não julga, nao precisa, não teme. Apenas é.

No outro lado da escala está o Orgone Negativo: rígido, contraído, tenebroso, seco e frio. Sem-coração.

Muitas das características do Orgone Negativo têm sido erradamente atribuídas à naturesa da Humanidade: a ganância, inveja, egoísmo, etc. – todas as emoções que nascem do Medo.

O Medo é realmente “a raiz do mal”. Tem sido usado como ferramenta de repressão ao longo dos milénios pelo sacerdócio e pela aristocracia. Hoje em dia, enquanto essa repressão ainda é tentada por todo o mundo, querem nos vender a ideia de que a nossa natureza é de ser animais que lutam por comida, território e sexo.

A verdade é que a maior parte das pessoas apenas quer ser feliz e viver as suas vidas duma maneira expansiva, creativa e realizada.

Reich então começou a desenvolver uma série de aparelhos orgone onde a criação de bions seria concentrada dentro de uma caixa, criando assim um ambiente extremamente favóravel a recuperação de estados psíquicos e fisícos debilitados.

  Mais tarde ele também desenvolveu aparelhos chamados de ” Cloudbuster ” onde a incrivél energia orgone era capaz de literalmente ” limpar ” todo o ambiênte em que se encontrava, criando uma atmosfera harmoniosa e livre de agentes nocivos ao organismo.

A caixa de energia orgone  criada por Reich contém uma camada de material orgânico ( normalmente algodão ) e outra camada de material não-organico ( metal ), partindo desse principio Karl Welz desenvolveu sua teoria usando camadas finas de metal e quartzo em pó.

Alguns anos mais tarde,  Don Croft e sua esposa Carol, que já faziam experiências com as caixas de energia orgone de Reich , ficam conhecendo sobre o método de Welz e tem ae início as primeiras experiências com dispositivos orgonite, a qual eles denominam de HHG ou ” Granada Sagrada “.

A orgonite é uma simples mistura de resina industrial e limalhas (ou aparas) de metal. Um cristal de quartzo é também adicionado pois dá uma força muito maior à orgonite.
                                                                                          
A orgonite gera Orgone Positivo ( matérial orgânico ) enquanto absorve e transforma Orgone Negativo  ( material não-orgânico ) em Orgone Positivo.

Com Reich aprendemos que de um modo geral o metal repele o Orgone enquanto as matérias orgânicas o atraem. Os seus Aumuladores de Orgone, normalmente caixas feitas de camadas alternadas de metal e material orgânico simplesmente atraíam para dentro de si o orgone, onde o concentravam, sem mecanismo de descarga ou possibilidade de transformar Orgone Negativo em Orgone Positivo.

A orgonite se baseia no mesmo princípio, com a diferença que é um dispositivo ” pessoal ” que pode ser usado de várias maneiras, existe uma grande comunidade ao redor do mundo que se utiliza do conceito do orgonite, com resultados extremamente positivos.

Para saber mais sobre energia orgone e orgonite existe alguns bons sites sobre o assunto, inclusive aqui no blog existe uma matéria sobre o Dr. Wilhelm Reich, estarei postando brevemente alguns livros sobre o Dr.Reich e sobre orgonite também.

                                                                                                                    
Um ponto muito interessante sobre o uso do orgonite é sua ação benéfica sobre dispositvos geradores de ondas de frequência baixa, como celulares, micro-ondas , e antenas de rádio-transmissão, assim como qualquer aparelho eletrônico, segundo pesquisas de vários pesquisadores, entre os quais o escritor e pesquisador Greeg Braden , que investiga o efeito das baixas frequências no organismo humano, onde a orgonite teria um efeito contrário, absorvendo as frequências negativas e as transformando em frequências positivas.

Devemos ter em mente que apesar de tudo, o orgone ou orgonite não deve ser considerado como um tratamento de saúde definitivo e nem milagroso, é preciso estar ciênte de que essas energias estão ao nosso redor para serem aproveitadas da melhor forma possível e é isso que o orgonite se propôe, apenas uma simples maneira de melhorarmos alguns aspectos de nossas vidas e não necessáriamente operar ” milagres supersticiosos “.

Shiatsu é uma técnica de massagem japonesa criada em fins da era Meiji (1868), a partir dos recursos de pressão dos meridianos com os dedos, que por sua vez tem origem no Do-in chinês.

A palavra japonesa Shiatsu significa pressão com os dedos.

O Shiatsu é recomendado contra problemas de coluna, estresse, insônia, problemas de deficiência funcional de órgãos, como problemas de rim, problemas com evacuação e até mesmo uma simples queimação de estômago, problemas psicossomáticos como depressão, baixa auto-estima, e um infinidade de outras coisas.

Download